Combate Espiritual

06/03/2020

Combate espiritual

O desejo de ser de Deus deve nos impulsionar para fazermos as mudanças necessárias para o bem de nossa alma, pois ela deve se adequar as orientações de Deus, ela veio de Deus e deve voltar para Deus, sendo assim o desejo de amar a Cristo nos impele a oferecer um coração semelhante ao dEle, sem mancha do pecado.

Manter a vida espiritual no ritmo certo é uma verdadeira luta, mas nada que não tenhamos a capacidade de realizar. Tudo se consegue com o emprego da perseverança no intento almejado.

A vida espiritual é algo muito importante na construção da vida santa, buscar Jesus de verdade, é lutar para que o nosso interior esteja numa constante "reforma" dos costumes, é preciso buscar a conversão dos costumes para obter o progresso espiritual desejado na nossa alma.

Quando realmente estamos decididos a mudar nossa vida para melhor, normalmente nos empenhamos em realizar mudanças que acreditamos serem necessárias para o nosso crescimento, não se pode considerar um penitente em busca de mudança de vida se ele nada faz para alcançar esse progresso.

Quem deseja ter sua vida unida a Cristo Jesus tem a plena consciência de que é fraco, mas essa consciência não é aquela que muitos pensam, eu sou fraco e Deus sabe disso, ele me entende, não essa compreensão é o satanás que quer nos impor. A verdadeira consciência de que somos fracos, nos leva a buscar a fortaleza, quando temos consciência de que somos fracos, fugimos das ocasiões que podem nos levar a pecar.

Na carta de são Paulo aos coríntios, quando ele nos diz: Por isto, me comprazo nas fraquezas, nos opróbrios, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por causa de Cristo. Pois, quando sou fraco, então é que sou forte. (2 Cor 12, 10). Isso não significa que são Paulo se apoia nas fraquezas, mas que é na fraqueza que entende que deve buscar a fortaleza em Cristo Jesus para suportar todas as tentações, tomando consciência do mal que o pecado causa nas nossas almas, nos fortalecemos para lutar contra ele.

Para que haja frutos no combate espiritual se faz necessário que o penitente se veja necessitado de forças para combater o pecado, tendo esta consciência ele vai prosseguir na busca dos instrumentos para vencer a carne. O combate espiritual será cada vez mais frutuoso, na medida em que o fiel intensifica sua vida de oração. Instrumento para nos ajudar nós temos muitos, o Ofício da Imaculada Conceição, por exemplo, é um forte aliado nesta busca interior, quem sabe rezar todos os dias essa oração. Outra forma muito eficaz e salutar é a reza do santo rosário, o que precisamos é tomar vergonha na cara e lutar pelo bem de nossa própria alma.

E depois de conseguir alcançar os objetivos espirituais, não parar por aí e sair em busca de pessoas que também estejam precisando alcançar os mesmos objetivos. A vida espiritual precisa sempre de sérios cuidados, não podemos nunca achar que somos o suficientemente fortes, pois quando pensamos assim nossa queda se torna maior ainda.

Reconhecendo ser fracos, buscamos a força do alto para alimentar nossa alma. Não tenhamos medo de reconhecer que somos fracos e mais que fracos temos que ser covardes na luta contra o pecado, no sentido de fugir das ocasiões que possa nos levar ao erro.

A vida do católico deve ser consciente que neste mundo travamos um combate espiritual, e o nosso combate não é contra pessoas, mas sim contra o espirito do mal que tenta nos arrastar para os infernos, mas temos os instrumentos necessários para impedir a vitória dele, temos os sacramentos, temos nossa fé e isso basta para vencermos a batalha.