A vida sobrenatural

19/02/2020

Por Pe. Fr. Marcelo Aquino, O. Carm.

Todo católico deve ter em mente três grandes "ambições", ser melhor espiritualmente, aumentar sempre mais o amor por Deus e o desejo de ser santo. Sem essas "ambições", fica difícil dar passos largos na busca da vida sobrenatural, mas essa não busca deste estilo de vida se dá por causa do não conhecimento do que isso implica na vida do católico em seu caminhar.

A vida sobrenatural muito pouco conhecida e muito pouco buscada é aquela vida em que nossa união com Deus já está de tal forma sólida que conseguimos realizar atos que naturalmente não conseguiríamos realizar.

No progresso espiritual que precisamos alcançar podemos realizar esses atos que estão acima dos atos naturais. Por exemplo, Nosso Senhor Jesus Cristo conseguiu fazer quarenta dias de jejum, não foi somente por Ele ser Deus, mas também por sua união íntima com o Pai, pois, ele sendo Deus se fez um de nós, sendo assim, poderíamos dizer como Ele se tornou um de nós, portanto, como nós, Ele não poderá fazer atos sobrenaturais, e é ai que nos enganamos, porque mesmo sendo pecadores, mesmo sendo pobres mortais, nós podemos crescer de tal modo na intimidade com Deus que possamos realizar tais atos.

Outro exemplo de que todos nós podemos alcançar a vida sobrenatural são os santos Padre Pio e São João Maria Vianney, eles ficavam mais de dez horas no confessionário atendendo confissões sem comer e nem beber água, isso aos nossos olhos parece impossível, mas acontecia, outro exemplo foi à morte de são Lourenço, ele foi queimado vivo, e quando estava sendo assado na grelha depois de um tempo ele disse esse lado já está assado, agora virem para o outro lado, isso é uma prova contumaz que ele alcançara a vida sobrenatural.

E a história nos mostra quantas pessoas conseguiram alcançar isso, como, por exemplo, são Pio de Pieltrecina, São João Maria Vianney, Santa Maria Madalena de Pazzi, Santa Teresinha, Santa Gema Galgani e tantos outros santos e também centenas de cristãos católicos que não foram reconhecidos pela Igreja, como santo.